sábado, 24 de maio de 2014




ah ! o outro eu
por vezes aparece
não sei de onde,nem como
me afasta da tautologia
 
 
senta-se a meu lado
rouba-me a caneta da mão
rabisca na folha palavras
que eu nunca diria
 
 
firma o ânimo que me falta
liberta segredo meu
será mais atrevido que eu ?
 
 
desprende palavra minha
sentimento inviável
arrima-se ao coração
 

não vás.afinal preciso de ti
volta sempre,pois então !
                                                                   



                                                               ana silvestre







4 comentários:

  1. Quem escrevinha são sempre os eus poéticos...
    Bjinho :)

    ResponderEliminar
  2. é mesmo,amiga.obrigada pela visita. beijinho :)

    ResponderEliminar
  3. Muitas vezes os serntimentos dizem aquilo que nosso coração esconde.Bj

    ResponderEliminar